27/10/2011

Portagens electrónicas: como evitar a sua inutilização?

As portagens electrónicas que em breve entrarão em funcionamento na nossa região, são constituídas grosso modo por 3 pórticos metálicos que suportam:


I) Câmaras de infra-vermelho com flash também infravermelho ("luz" invisível ao olho humano) apontadas às matrículas dianteira e traseira do veículo, nesta câmara a matricula é reconhecida por OCR esses dados em imagem e em texto são enviados para o back-office operacional.

A "luz" infravermelha não ofusca os condutores e por outro lado a câmara de infravermelho também não capta luz visível pelo que não é ofuscada pelos faróis e funciona melhor em condições de luminosidade diversas;

II) Dupla cortina laser que activa o sistema e faz disparar ambas câmaras medindo o comprimento do veículo para atribuição de classe de portagem a cobrar.

III) Alternativamente, existe também uma "antena" que comunica com o chip de matrícula (quando presente) via micro-ondas e faz a cobrança.

A coisa funciona mais ou menos assim:



Outra informação não divulgada mas visível ao lado dos pórticos, é a existência de "caixas" ao nível do solo que possivelmente transmitem os dados dos pórticos para o back-office onde são armazenados e processados.

Talvez devido ao vandalismo actualmente encontram-se protegidas por jaulas metálicas pintadas de azul, além disso em alguns locais parecem ter sido instalados detectores de movimento que accionam uma foco de luz sobre a jaula. Nesse mesmo local encontra-se também o acesso via escada aos pórticos metálicos, estas encontram-se subidas e trancadas com cadeado.

Para evitar a destruição dos pórticos devem evitar-se as algumas actividades (para além do clássico pneu a arder) de entre as quais destacamos:

1. Espingarda caçadeira, por exemplo carregada com cartuchos zagalote;
Além de o zagalote ser uma munição proibida, poderia causar enormes danos se atingisse inadvertidamente os equipamentos colocados nos pórticos, especialmente as câmaras e os flashes de infravermelhos acoplados a baixo destas ou ainda os emissores das cortinas laser.

2. Arma de paintball;
Uma arma de paintball disparada sobre as câmaras poderia provocar a inutilização da mesma já que a lente poderia ficar coberta de tinta.

3. Lasers de potência elevada;
Existem neste momento à venda na Internet lasers portáteis do tamanho de lanternas com potências muito elevadas (acima dos 2000 mW). São extremamente perigosos para a vista e especialmente não devem ser apontados às câmaras dos pórticos sob pena de danificarem o sensor de imagem irremediavelmente.

4. Projector ou foco Infravermelho;
Qualquer tipo de iluminador infravermelho potente - apesar desta "luz" ser inócua e invisível para o ser humano - pode ser extremamente ofuscador para câmaras  das portagens, evidentemente que a assemblagem destes equipamentos na frente e traseira dos veículos pode causar uma indesejável incapacidade de leitura das matrículas o que, na ausência de chip de matrícula, poderia impossibilitar a identificação do veículo!

5. Thermite;
Thermite é um dispositivo pirotécnico extremamente simples - consiste apenas em pó de ferrugem e limalha de alumínio em pó - mas com efeitos devastadores, chegando mesmo a derreter blocos compactos de metal.
Tendo isto em consideração, será de evitar ao máximo que estes dispositivos possam ser deflagrados sobre as já referidas "jaulas".

6. Porta-matrículas com leds Infra-vermelhos ofuscadores;
Curiosamente parece que alguém desenvolveu um porta matrículas que ofusca as câmaras de infravermelhos.
Apesar de não ser certo que este dispositivo funcione totalmente - especialmente durante o dia - será de evitar o seu uso, não vá o diabo tecê-las!

7. E principalmente o não uso do chip de matrícula ou via verde actualizada.
É extremamente importante que todos os cidadãos adiram ao chip de matrícula ou actualizem as suas vias verdes para que possam ser correctamente identificados, monitorizados para ... efeitos de cobrança de portagens, já que por algum motivo a leitura de matriculas poderia falhar.

Todas as tecnologias possuem as suas limitações, convém por isso que todos os cidadãos estejam informados disso mesmo e cooperem com o estado central e com as concessionárias, para que estes possam adequadamente cobrar as devidas portagens, sem o incómodo oneroso da colocação de cabines de portagem e pagamento de salários aos portageiros.


Empresas envolvidas no esquema de portagens electrónicas das ex-SCUT e Viaverde:

Quem dá a cara:
http://www.ascendi.pt/noticias/detalhes.php?id=187

Quem instala nas Scut:
http://sinergia.mota-engil.pt/Detail.aspx?ParentId=368

Quem instala na brisa:
http://www.q-free.com/

Os indianos que produzem os equipamentos:
http://www.tradeindia.com/Seller-3679039-Comvision-Q-Free-Tolling-Infra-Pvt-Ltd-/product-services.html

30 minutos sublimes

O maior e mais premiado artista da Guarda - Américo Rodrigues - esteve de novo em destaque numa acção intitulada «Poéticas par unha vida 2011».


É uma pena que os artistas da Guarda sejam tão pouco divulgados - esta pérola ainda só tinha sete visualizações, contando com a minha, quando a descobri.


Nesse sentido, e de forma a criar empatia entre o público da Guarda e os seus performers, aqui vos deixo 30 minutos de pura magia vocal, aconselha-se a audição com o volume alto:



americo-rodrigues por juliopez

É por estas e por outras que eu sempre digo que o investimento na cultura nos é muito caro e está entregue em boas mãos.

Outras performances do mesmo artista:

http://www.youtube.com/watch?v=1P3Iws5FAOk

http://vimeo.com/10239567

http://vimeo.com/2953631

25/10/2011

Compreender a dívida pública

Neste interessante vídeo (visto em arrastao.org) se explica porque estamos condenados à dívida pública, independentemente das políticas nacionais.
Enquanto nos entretivermos a empobrecer alegremente com políticas de austeridade e subdesenvolvimento e não discutirmos este fundamental aspecto da economia europeia e mundial estaremos condenados à dívida.

24/10/2011

Agricultores da Guarda protestam na Assembleia da República

Aos 83 anos de idade António Machado, agricultor da Guarda, encabeçou um protesto de agricultores frente à Assembleia da República.
Foi hoje de manhã que o pequeno grupo de agricultores se manifestou em frente às escadarias da AR, levando consigo - além das tarjas da CNA - alguns dos bons produtos que se produzem na nossa terra.




Quem fala assim não é gago!

17/10/2011

Emagrecer o Estado

Vão aumentar o bilhete da "bola"?!? - eh lá agora já estão a exagerar!


Agora a sério, na minha modesta opinião para emagrecer o Estado - e não andar com estas dolorosas cintas como alguém disse - era terminar com o Ministério da Defesa e com as Forças Armadas, integrando os actuais militares na protecção civil, nas polícias, no corpo de guardas prisionais e numa guarda marítima até se reformarem.

O equipamento e edifícios desnecessários era vender, quando os militares se reformassem instituía-se o serviço cívico obrigatório para os jovens cumprirem na protecção civil/ bombeiros e nas outras instituições que referi.
Com isto iríamos reduzir o défice em 1,5% do PIB para sempre, e talvez até mais com a partilha de equipamentos.

Pode não parecer muito, mas é equivalente a este corte de salários e subsídios de Natal e Férias - e claro - com a vantagem que seria permanente.


Isto é que é cortar nas gorduras no estado, ou só lhes dá para pensar na nossa saúde, nos nossos salários, na nossa Segurança Social e nos subsídios dos necessitados?

Antes que comecem a "mandar vir" informo desde já que existem vários países sem forças armadas.

16/10/2011

Eliminação de Freguesias

*O Governo publicou recentemente um "documento verde da reforma da administração local", lendo cautelosamente o documento é possível desde já avançar quais as freguesias que serão agregadas - ou na prática eliminadas e substituídas por outras que englobem duas ou mais das actuais até cumprirem os critérios designados ou seja o da população residente. Mas a população mínima definida pelo governo varia com vários factores tais como a densidade populacional e distância à sede de concelho.
Pode consultar os critérios em concreto no livro verde, deixamos o link no fim do deste post.

O termo correcto do ponto de vista técnico e da conveniência política é o de agregação ou fusão de freguesias, já que estas freguesias terão de ser agregadas a outras de forma a cumprir os critérios do referido livro verde.

Na prática podemos já avançar que no Distrito da Guarda 212 das 337 freguesias terão de se juntar com suas vizinhas até cumprirem os critérios estabelecidos.
É impossível saber quais serão as freguesias que se agregarão a quais, uma vez que isto depende da decisão política dos autarcas e do governo central. Não conseguimos por isso delinear desde já o novo mapa das freguesias. Mas já sabemos quais são as freguesias que o governo pretende eliminar, fundindo-as com outras vizinhas que se encontrem na mesma situação ou não.

Ao nível  do continente o n.º de freguesias sinalizadas para eliminação por distrito - segundo os critérios impostos pelo Governo é  seguinte:

(clique no quadro para aumentar)

E ainda a percentagem de freguesias a "agregar" do total de freguesias actuais existentes em cada Distrito.

(clique no quadro para aumentar)


Para os mais curiosos deixo aqui também a listagem exaustiva realizada pela ANAFRE de todas a freguesias de portugal continental que serão elimi... perdão "agregadas". A listagem é para todos os distritos do continente, o nosso distrito é o número 9.Os nossos concelhos e respectivas freguesias a agregar estão listadas entre a página 11 e a 13:

Freguesias a Agregar
(Clicar em "View Fullscreen" para aumentar e consultar)

Na minha opinião esta reforma parece penalizar mais o interior e o norte populoso que o litoral centro e sul.
Por outro lado no nosso Distrito 2 em cada 3 freguesias terão de ser fundidas com outras, pelo que prevejo que o número total de freguesias irá baixar para menos de metade das actuais... o que será uma grande machadada em certos concelhos do Distrito:

* Aguiar teria de fundir 7 das suas 13 actuais;
* Almeida  23 das 29 actuais;
* Celorico 15 das actuais 22;
* Figueira de Castelo Rodrigo 12 das actuais 17;
* Fornos de Algodres 11 das actuais 16;
* Gouveia 5 das actuais 22;
* Guarda  39 das actuais 55;
* Manteigas 1 das actuais 3;
* Mêda 13 das actuais 16;
* Pinhel 20 das actuais 27;
* Sabugal 20 das actuais 40;
* Seia 10 das actuais 29;
* Trancoso 26 das actuais 29;
* Vila Nova de Foz Côa 10 das actuais 17.

Não sabemos quantas freguesias restarão no final da reforma imposta. De maneira indicativa poderíamos pensar num cenário "menos mau" em que as freguesias a "eliminar" se unissem duas a duas, o que minimizaria a redução do n.º freguesias. Nesse cenário subtrairíamos metade das freguesias a eliminar ao actual.
Obviamente que isto não será possível em todos os casos - por não terem vizinhas nas mesmas condições ou por não cumprirem as condições impostas mesmo quando aglomeradas 2 freguesias -  logo o número final de freguesias será sempre igual ou inferior a este.
O pior cenário possível seria aquele em que todas as freguesias a eliminar teriam de se aglomerar às que não estão sinalizadas.
Assim no fim da reforma o número de freguesias em cada concelho ficará entre estes dois cenários extremos:


* Aguiar    10 a 6;
* Almeida 18 a 6;
* Celorico 15 a 7;
* Figueira de Castelo Rodrigo 11 a 5;
* Fornos de Algodres 11 a 5;
* Gouveia 20 a 17;
* Guarda  36 a 16;
* Manteigas 2;
* Mêda  10 a 3 ;
* Pinhel 17 a 7;
* Sabugal 30 a 20;
* Seia  24 a 19;
* Trancoso 19 a 3;
* Vila Nova de Foz Côa  12 a 7.

Certo é que quanto menos povoadas as freguesias a eliminar de um dado concelho menor será o nº de freguesias que restarão no fim da reforma.


A acrescentar a esta reforma estará a decisão  - bem mais arbitrária - da extinção ou aglomeração de concelhos. A esse propósito saíu no «Jornal do Fundão» há já umas semanas a peregrina ideia de criar três Super Concelhos na Beira interior: Guarda, Covilhã e Castelo Branco.
Alguém anda a delirar - na imprensa regional ou nos gabinetes do "ar condicionado" onde os nossos governantes deslizam...

Fontes:
http://www.anafre.pt/

Livro Verde da Reforma da administração local e anexos:
http://www.anafre.pt/noticias/imagens/Doc_Verde_Ref_Adm_Local.pdf
http://www.anafre.pt/noticias/imagens/Doc_Verde_Ref_Adm_Local_Anexos.pdf

14/10/2011

Os subsídios de Férias e de Natal vão para...

Uma notícia surpreendente surgiu ontem à margem da discussão do Orçamento de Estado 2012, ao que parece Ricardo Salgado patrão do BES (e membro do Clube Bildberg ) esteve no mesmo edifício  onde decorria discussão do OE 2012 entre os membros do governo.

Aparentemente incomodado com a presença de jornalistas nada disse à saída, e segundo fontes do governo teria lá estado a discutir "imigração" com o secretário de estado Feliciano Barreiras Duarte  - o que não deixa de ser estranho, tendo em conta o contexto e os intervenientes deste episódio.

Outra luz se fez quando li no blog Arrastão - ligado ao BE -   que de as verbas que serão arrecadadas aos pensionistas e funcionários públicos com o confisco dos seus subsídios de férias e de natal irão servir para "recapitalizar" os bancos.
Sem dúvida que há vários outros buracos para tapar,  entre eles os 300M € da dívida da Madeira que transitam para o OE ao contrário do que tem sido dito, mas certamente que boa parte - ou mesmo a maioria da verba confiscada - será "injectada" nos bancos. Isto significa que em breve seremos todos banqueiros falidos, mas ainda assim banqueiros!
Só assim se explica que o corte aplicado seja 3 vezes superior ao acordado com a troika, ou seja tem que haver uma despesa oculta, e essa será a a "recapitalização" dos bancos.

O dinheiro, neste sistema capitalista, é mesmo assim: escorre sempre para o mesmo lado. De onde ele vem já nós sabemos, para onde vai ficámos a saber.

Recordemos as recentíssimas promessas eleitorais de Passos Coelho um pouco por todo o país:



É de facto o campeão das promessas não cumpridas.

O "partido do contribuinte"



Diz que era do «Partido do Contribuinte», este senhor que aparece acima com cara de bonzinho é o mesmo que faz parte da coligação mais (con)fiscalista de que há memória no nosso país.

Agora já sabemos como é que eles são pelos contribuintes e pelo «Emagrecimento do Estado» ao invés do «Esbulho» e do «Fanatismo Fiscal»...

05/10/2011

Oferta de feriado - «José e Pilar»



Porque hoje é feriado e o fim de semana está à porta aqui vos deixo um torrent para descarregar o documentário «José e Pilar».

Torrent:
http://torrents.thepiratebay.org/6236176/Jose.Y.Pilar.DVDS.Castellano.avi.6236176.TPB.torrent

Deve possuir um gestor antes de clicar no link do torrent acima, para quem não está familiarizado ou não possui gestor de torrents pode descarregar aqui um programa para de downloads torrents:
http://www.utorrent.com/intl/pt/


Só uma pequena curiosidade: Saramago disse certa vez que «Deus tinha criado o Universo em 6 dias e ao 7º tinha descansado, e que a partir daí nunca mais tinha feito nada...» o que não fazia sentido.
Na minha modesta opinião isto só pode fazer sentido se for verdade aquela outra expressão que afiança que «Deus é Brasileiro»!

Bom feriado!

04/10/2011

Extinção de Empresas Municipais

A acrescentar à eliminação de câmaras e freguesias, também vem aí a extinção de empresas municipais com prejuízo há mais de três anos.



A ver vamos, como diz o cego.