13/06/2011

O PS da Guarda está com (actualizadoI )...

Cumpre esclarecer que o Secretariado Federativo do Partido Socialista da Guarda reuniu ontem, dia 8 de Junho, com o propósito de analisar as candidaturas já conhecidas para a liderança do Partido Socialista a nível nacional. 


Nesta reunião foi deliberado que o Presidente da Federação e o respectivo Secretariado Federativo só emitirão uma opinião sobre o apoio a prestar após analisados os conteúdos programáticos, que venham ao encontro não só dos interesses do País mas também do Distrito, pelo que qualquer tomada de posição ficou remetida para mais tarde, sendo que o Presidente da Federação reforçou a ideia de que esta escolha do candidato a Secretário Geral do PS deverá ser feita de forma livre e democrática, prestando toda a informação tida por conveniente a todos os militantes para em consciência decidirem o futuro do Partido. 


Pelo exposto e em nome da verdade, a Federação do Partido Socialista da Guarda vem desmentir a notícia divulgada pela agência LUSA, dando como certo o apoio a Francisco Assis por parte da Federação Distrital da Guarda ou do seu Presidente, José Albano Marques.


In: http://www.psguarda.com

--------------------------------------------------actualização ----------------------------


José Albano Marques considera que “António José Seguro será o secretário-geral que poderá relançar o partido no caminho das vitórias”, destacando a “determinação” e a “força de vontade” do candidato, que é militante na Guarda.

O líder distrital socialista refere que Seguro “reúne critérios únicos, porque só por milagre é que poderia aparecer outro candidato da estrutura do PS” da Guarda.

“Privilegia-se o interesse distrital apoiando António José Seguro”, acrescentou, lembrando que este foi eleito deputado pela Guarda nas eleições legislativas de 1995 e presidiu a federação socialista local entre 1998 e 2000.

José Albano Marques observou que o candidato “é uma pessoa que tem história e ligação aos autarcas e militantes” do distrito.

“Nada temos contra Francisco Assis, de quem sou amigo pessoal e cujas capacidades não estão em causa, mas, neste caso, o distrito da Guarda teria que optar pelo António José Seguro”, justificou.

Ressalvou, no entanto, que a sua decisão “não condiciona” a dos outros militantes no distrito.

No distrito da Guarda, o Secretariado do Departamento Federativo das Mulheres Socialistas também decidiu apoiar “por unanimidade” o candidato António José Seguro.

As eleições directas no PS realizam-se dias 22 e 23 de Julho e o congresso entre 9 e 11 de Setembro.



In: www.publico.pt

Sem comentários: