20/12/2011

Morreu Kim Jong IL - ditador da Coreia do Norte

Estes são videos oficiais do regime Norte-Coreano, dobrados e legendados em espanhol, acerca do recente luto nacional pela morte do "querido líder" Kim Jong IL - Dá que pensar...








Uma semana antes:




Quando ameaçam com retaliações os norte-coreanos sabem que serão levados a sério ou não fossem eles uma potência nuclear com o 4º maior exército do mundo com um efectivo de 1 200 000 militares (um peso brutal para um pequeno país de 20 milhões de habitantes) e que quase iguala o efectivo do todo-poderoso exército norte-americano.



Um mês antes:





Dia 15 de Novembro de 2011  - a Coreia do Norte bate o Japão (inimigo histórico e actual) por 1-0 em partida de futebol de 
qualificação para o Mundial:



Da abada que levaram de Portugal não falam eles...

Este é apenas uma pequena parte da Coreia do Norte visível, a parte oculta é um pouco mais feia e inclui campos de concentração e de trabalhos forçados, assassinatos, tortura, fomes cíclicas generalizadas - que nos anos 90 levaram mesmo à ocorrência de canibalismo e venda de carne humana em mercados públicos... enfim um estado despótico, policial e militarista que faz do seu povo um dos "mais brutalizados do planeta" no dizer da Human Rights Watch.

Durante o reinado de Kim IL Sung foi adoptada uma nova via para o socialismo, alternativa ao comunismo estalinista, a que apelidaram Juche. Aliás naquele país a passagem dos anos passou a ser definida com ano zero a contar da data do nascimento do primeiro líder da dinastia - pai de Kim Jong IL e avô do futuro líder Kim Jong-un.

A cereja no topo deste bolo de horrores é a chamada Gippeumjo ou "brigada do prazer", que consiste num grupo de 2 000 jovens raparigas e mulheres com idades compreendidas entre os 13 e os 40 anos escolhidas a dedo pelos seus atributos físicos e habilidade como massagistas - tanto no sentido eufemístico como literal do termo em português.
A função desta brigada - que depende directamente do chefe de estado - é o de entreter e proporcionar prazer (incluindo sexual) a membros destacados do partido dos trabalhadores da Coreia e ocasionalmente a convidados distintos.

1 comentário:

Anónimo disse...

E da China, aquele país que não tem respoeito pelos direitos humanos?
Lembram-se de Tianamen? Lembras-te ó Passos "de" Coelho?
Agora são donos da EDP e dentro em breve provavelmente da REN.
São aquelas duas empresas que foram separadas há uns anos por causa da livre concorrência e que não podem ser do Estado.
Mas pelos vistos, podem ser as duas do Estado Chinês, (o tal que não respeita os Direitos Humanos), atraves das duas empresas que vão deter a EDP e a REN!!!
O nosso querido lider Salazar deve estar a dar voltas no tumulo, com esta duas empresas estratégicas para Portugal, agora vendidas por patacos a chineses...
Acho que vou fugir daqui...